American Horror Story – Review

Alguns vão adorar American Horror Story. Outros, como eu, vão detestar. Raramente eu fico irritada com pilotos, mas esse foi de matar. Conseguiu ser pior que o piloto de Person of Interest, nova série de J.J Abrams.

O primeiro episódio de American Horror Story, dos mesmos criadores de Glee e Nip/Tuck, é muito ruim. É bem clara a tentativa dos roteiristas em exibir uma série de terror erótico. Ficou meio forçado. Aliás, se quiserem continuar nessa direção, recomendo umas aulinhas com os roteiristas de True Blood

Como eu disse, alguns vão adorar. Bem, se você quer ver Alexandra Breckenridge vagando em um traje feitiche de empregada, assista. Se você quer ver personagens tridimensionais com síndrome de Down que estão lá apenas para assustar…também fiquem à vontade, achei a ideia péssima. Ryan Murphy quer mesmo jogar fora a mensagem positiva que deixou em Glee. É humilhante.

Mas vou continuar assistindo essa temporada por dois motivos. Denis O’Hare – vampiro rei do Mississippi em True Blood – e Frances Conroy – a Ruth Fisher de Six Feet Under – estão no elenco. Eles podem fazer coisas incríveis com personagens ruins.

 

Anúncios