Final de Breaking Bad: o confronto entre Hank e Walt

ALERTA DE SPOILER. ALERTA DE SPOILER. ALERTA DE SPOILER.
O final de Breaking Bad começou com episódio dirigido por Bryan Cranston e tudo que eu tinha previsto para esta temporada foi derrubado nos sete minutos que abriram o episódio. O que é ótimo afinal, pois estamos falando de Breaking Bad. Gritei aos quatro ventos que o anonimato seria o grande castigo de Walt. Errei.

piscina breaking bad

Sua casa aparece destruída e pichada logo de cara. A área da piscina, onde Walt aparecia constantemente pensando na vida, virou uma pista de skate. Que simbólico! E o que dizer da reação da sua vizinha, Carol? Será que Walt saiu em estilo Scarface destruindo a própria casa? Vamos descobrir em breve.

Agora estamos diante de um Hank diferente em alguns aspectos, mas ingênuo como sempre. Explico: Hank agora encara um monstro que nós tivemos cinco temporadas para digerir. Pensem comigo: Hank teve três dias. A manifestação da alma doentia do cunhado em Hank foi de uma vez só. Por isso o ataque de pânico, o rosto magro, a barba rala, o jeito sombrio e furioso. Que atuação!

hank breaking bad

Agora explico o “ingênuo como sempre”que apontei acima: observando o confronto entre Walt e Hank, chegamos a conclusão de que Hank, definitivamente, ainda não sabe quem Walt é. Socar Walt na sua garagem? Pedir para ele entregar as crianças? Isso é o que você faz com um irmão, não com o inimigo. Hank, ao contrário de Jesse, não está totalmente educado na escuridão de Walter White.  Por outro lado, é bom ver que Hank não vai criar uma teia de mentiras para fazer justiça com Walt.

Como nos foi ensinado no final de Manhattan, “nem todos se corrompem”. Amém!

Anúncios